domingo, 26 de outubro de 2008

Shamrock

"Shamrock" foi desenhado por William Fife III e construido em 1898 por J. Thorneycroft & Co em Millwall perto de Londres, sendo o seu propretário Sir Thomas Lipton. Foi o desafiante Irlandes na 10ª america´s cup em 1899 perdendo a Taça contra o defensor "Columbia" dos EUA .

sábado, 25 de outubro de 2008

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Saskia - Um barco com história



Saskia é um veleiro clássico da classe internacional 8 metros R, construído na Escócia em 1931 por William Fife. É um puro sangue , vencedor de inúmeras regatas na sua classe das quais destaco, a famosa Taça Seawanhaka em 1931 nos Estados unidos, mais tarde, em 1936, participou nas Olimpiadas de Hitler em Kiel . Trazido para a Austrália em 1954 pelo Sir William Northam com o objectivo especifico de reconquistar a Taça Sayonara-regata intercolonial, existente desde 1904 na Austrália, Saskia venceu a Taça para o Royal Yacht Squadron de Sidney terminando com 34 anos de vitórias do Royal yacht Club da Bahia. São proprietários do veleiro desde 1997 os irmãos Stephen. Actualmente o veleiro encontra-se a ser restaurado em Setúbal no Estaleiro do mestre Miguel Ministro em parceria com a Absolut Projects de David Vieira

terça-feira, 7 de outubro de 2008

sábado, 4 de outubro de 2008

Classe 12 Metros

A classe 12 metros é uma embarcação á vela , pertencendo a um grupo de veleiros, não idênticos , mas todos com uma característica comum ou seja são todos projectados e concebidos por uma Formula de modo a tornar as embarcações semelhantes em competição, mas dando ainda assim aos designers a liberdade de trabalhar as medidas e detalhes dos projectos dos seus barcos. Os primeiros 12-metros foram construídos em 1907 e os últimos em 1987. A Classe 12 metros foi utilizada nos Jogos Olímpicos de 1908, 1912 e 1920, mas são provavelmente mais conhecidos pela sua utilização de 1958 a 1987 na America´s Cup . A semelhança entre barcos é assegurada através da exigência do cumprimento de uma fórmula que leva em conta o comprimento na linha de flutuação, os perímetros e a área vélica . As medições são especificados com muito cuidado, e transferidas para a formula de construção em que o resultado deve ser 12 metros , daí o nome da classe. Os Designers são livres de alterar qualquer uma destas variáveis (assim como outras características, tais como o tamanho do leme e quilha, etc), com a compreensão de que para qualquer alteração em qualquer um dos atributos avaliados, outra coisa terá de ser ajustada , a fim de o calculo da fórmula produzir o valor requerido, ou seja os 12 metros. O nome da classe (12 metros) não se refere ao comprimento real das embarcações, pois estas variam entre 65 a 75 pés (cerca de 20 a 23 m). sendo o comprimento dos seus mastros cerca de 85 pés (26 metros). Desde 1907 até 1987 houve uma evolução das Formulas de construção dos 12 metros, sendo as regras da Formula actualizadas em resposta aos avanços em áreas como tecnologia material, concepção tecnológica e equipamentos, havendo quatro periodos distintos , sendo a Formula actual a seguinte:

L + 2d + SQR (S) - F = 12 Metres
L= linha de água
d= diferença entre perimetros
s= area vélica
F= livre

quarta-feira, 1 de outubro de 2008